Orientações

                                  



 
 

Não importa quem começou primeiro, mas sim quem alcançou a realização primeiro.
Seja feroz quando colidir (interceptar).
Seja rápido com seu punho.
Seja enérgico com a técnica aplicada.
Seja preciso com o tempo da técnica.
Não use toda a sua força.
Mantenha os olhos sempre alertas.
Proteja sua própria postura.
Junte a cintura á base.
Coordene suas mãos e pés.
Todos os movimentos precisam ser ágeis.
Compreenda os princípios do YIN e YANG.
Permaneça calmo.
Seja estável com sua respiração e força.
Seja rápido para terminar uma luta.
1000 métodos se originam do centro.
Quando se vê a forma, acerte a forma... quando não se vê a forma, acerta a sombra.
A mão que avança eu intercepto, a mão que recua eu acompanho.
O punho sai do coração.
As mãos devem permanecer na linha central.
A mão que avança também anula.
Cabeça de vidro, barriga de tofu e braços de ferro.
Quando se deve bater, bata...!!! quando não se deve bater, não bata.
Os outros caminham pelo arco... eu caminho pela corda.
Encare seu oponente com a linha central.
Mão contra mão, perna contra perna... não há técnica que não se possa parar.
Quando encarar seu oponente de lado, seu ombro vira a linha central.
Iniciantes não devem utilizar de força.
Ao utilizar pak sao, evite a porta interna.
Se você não treinar duro quando novo, não terá nada quando velho.
Quando utilizar o punho não faça cerimônia.
Ao utilizar o bastão não escuta dois sons.
Não há diferença entre quem começou primeiro... mas sim para quem atingiu a realização primeiro.
O ataque persistente garante a sua entrada, ficar na defensiva por muito tempo vai lhe causar problemas.
Poder é gerado pelos tendões, força é gerada pelo quadril.
Os três temores do sistema são gerados pelo bong, tan e fok sao.